Voltar ao Topo da Página
Um Blog focado em sustentabilidade e inovação
#vidavivablog
Foto - Geração solar de energia veio para ficar

Geração solar de energia veio para ficar

Ícone - Calendário 07/11/2017    Ícone - Comentários 1 comentário

A utilização da energia solar gerada por células fotovoltaicas cresce por todo o mundo, inclusive no Brasil. Por ser uma tecnologia considerada limpa, esse tipo de geração de energia tem sido incentivado pelos governos, o que aponta para o caminho que vamos trilhar quando pensamos no futuro.

Segundo o engenheiro especialista em eficiência energética, Diogo Ongaratto, diretor da Conducta Energia, de Garibaldi (RS), os painéis solares comercializados hoje possuem 17% de rendimento/eficiência médio (capacidade de transformar energia da luz do sol em energia elétrica), fato que contribui para uma boa relação custo x benefício e que, portanto, torna plenamente viável a implementação de um projeto de geração de energia solar residencial. “No entanto, é possível que o avanço da tecnologia aumente esse percentual e, como consequência, poderemos ter uma relação custo x benefício ainda melhor no futuro”, destaca Ongaratto. Como a maioria dos painéis comercializados no Brasil é importada, é necessário observar que o custo de aquisição sofre influência direta da variação do dólar.

Painéis solares em edifícios

Em sua grande maioria, edifícios são volumes “verticalizados”, ou seja, possuem muito mais altura do que área horizontal. Portanto não há muito espaço no telhado para instalação dos painéis fotovoltaicos. Então, hoje ainda não é possível a geração de energia solar para todas as unidades de um edifício. Porém, os atuais sistemas permitem que o sol gere energia para todas as instalações de uso comum do edifício (corredores, áreas externas, portões, bombas d’água etc.). Se as dimensões do edifício forem favoráveis, também é possível dividir entre as diversas unidades um porcentual de geração e reduzir o custo com energia de cada unidade.

Comparada à rede de energia tradicional, a energia solar tem um custo mais reduzido. Uma vez instalado o sistema, em 5 ou 6 anos ele se paga. A partir daí o custo com a geração da energia será praticamente zero. Como os equipamentos têm uma vida útil que pode passar dos 25 anos, o custo da eletricidade se torna muito inferior ao do cobrado pelas atuais concessionárias. Outra importante vantagem é que a geração fotovoltaica é sustentável. Não polui a atmosfera. Não há formação de resíduos nem emissão de gás carbônico, como na queima de combustíveis por exemplo.

Ongaratto cita um exemplo prático de amortização do investimento: “Vamos supor que uma residência tenha um gasto mensal de R$ 200,00 com energia elétrica, e que o custo médio seja R$ 0,70 por kWh (conforme mostrado na fatura da concessionária). Para que esse gasto mensal seja zerado, seria necessário instalar cinco módulos de 300 W cada um, totalizando 1.500W. Com essa potência, o sistema geraria aproximadamente 202 kWh por mês. Considerando que o custo da instalação e do equipamento é, em média, de R$ 13.000,00, o investimento seria amortizado integralmente em 5,4 anos”.

Operação e manutenção muito simples

“Depois de o sistema instalado, a única providência necessária é fazer a limpeza dos módulos uma ou duas vezes por ano, dependendo das condições do local da instalação”, descreve Ongaratto. A operação é muito simples. Basta retirar acúmulo de sujeira com água das superfícies dos painéis. No caso de mau funcionamento, é preciso chamar um profissional qualificado.

Relógio que gira ao contrário

Quando, em uma residência, os sistemas de geração fotovoltaica estão conectados à rede de distribuição de energia da concessionária (geração distribuída), a energia excedente gerada pelos painéis é enviada para a rede, ou seja, se o sistema gera mais energia do que a residência consome, o medidor “gira para trás” e acumula créditos a serem utilizados quando a necessidade de energia da residência for maior do que a energia gerada pelos painéis. Quando a média do mês de geração total de energia for equivalente ao consumo total, a fatura da energia será zerada, exceto pelo pagamento da taxa mínima exigida.

Ao fazer planos para sua moradia, leve em conta que a geração solar de energia dia a dia se consolida como uma excelente solução. Ela veio para ficar.

GALERIA DE FOTOS

COMENTÁRIOS

Carregando...
Foto - Simone Baccon

Simone Baccon • 21/11/2017

Que legal Diogo. Bela matéria. Parabéns.

TAMBÉM EM VIDAVIVA

Saiba como aproveitar melhor sua varanda

Nenhum comentário | 17/09/2019

Condensação: lembre-se dela nesse inverno

Nenhum comentário | 09/07/2019